Imprimir

SINTSEP-PA COBRA REFORÇO NAS BUSCAS DE AVIÃO DESAPARECIDO

Escrito por Imprensa. Publicado em Uncategorised

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

 

Há quase um mês, no dia 18 de março, um avião que transportava cinco pessoas desapareceu próximo ao município de Jacareacanga. Dentre os desaparecidos, além do piloto Luiz Feltrin estavam o motorista Ari Lima e  as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa que trabalham como servidores contratados no Distrito Sanitário de Saúde indígena (DSEI) do Tapajós. A Partir de então se iniciou para os familiares e colegas de trabalho dos desaparecidos um doloroso processo de espera e busca de informações.

No último dia 3, a Força aérea Brasileira decidiu suspender por tempo indeterminado as operações de busca, mas recuou da decisão no dia seguinte. Segundo o relato dos Diretores regionais do Sintsep-Pa, José Rocha e Francisco Lima, enviado à assessoria jurídica deste sindicato, as buscas contam com apenas uma aeronave da FAB e com a ajuda de civis.  “O descaso é visível, pois a FAB quase não sai da base e não está repassando informações sobre as operações realizadas nem para o distrito e nem para os familiares” declararam os diretores.

Em protesto, os trabalhadores do DSEI Tapajós paralisaram as atividades administrativas do órgão por tempo indeterminado, buscando assim pressionar as autoridades para que as buscas sejam retomadas e que a elas seja dado a devida importância que o caso requer. No entanto, a direção regional do DSEI respondeu com ameaças de retaliação obrigando os servidores a suspenderem a paralisação.

O Sintsep-Pa e a Sociedade Paraense em defesa dos direitos humanos (SDDH) protocolaram um pedido à Procuradoria da República, na última terça-feira, requerendo a retomada das buscas, a garantia de acesso à informação e o envio de cópias dos autos à entidade e aos familiares dos desaparecidos.

Também na terça-feira, durante reunião do GT de Saúde Indígena em Brasilia, a Coordenadora do Sintsep-pa Neide Solimões cobrou ações por parte da SESAI.  A representante da SESAI na reunião, Gleisse Castro, recebeu o documento enviado pelos servidores da regional Tapajós e o comunicado de paralisação ficando de encaminhá-lo ao Secretário da instituição. Para Neide o caso vem sendo tratado com descaso por parte da SESAI e do Governo Federal. “Vamos continuar pressionando no sentido de que as buscas sejam retomadas até que as pessoas sejam encontradas e é importante que a pressão continue por parte dos trabalhadores do Dsei Tapajós.” Complementa.

No dia 9 de abril, o Sintsep-Pa também participou da sessão na câmara de vereadores de Itaituba junto com os familiares e amigos dos desaparecidos, em que exigiram dos vereadores um pedido formal ao Ministério da Defesa para que sejam enviados cem homens do exército para auxiliarem nas buscas.

Confira aqui a matéria sobre a sessão na Câmara produzida pela TV Liberal